“Energia elétrica de Roraima é a mais cara do país”, afirmou Renato Silva

Política

Durante pronunciamento o parlamentar ainda citou os contratos recém assinados pela Roraima Energia que devem aumentar ainda mais o valor da conta de luz da população

O deputado Renato Silva (Republicanos), fez uso da tribuna durante a sessão plenária realizada nesta quarta-feira (28), na Assembleia Legislativa de Roraima, para falar sobre as condições e qualidade da energia elétrica que é fornecida à população. Ele também citou os recentes contratos assinados pela Roraima Energia que acarretará no aumento do preço do produto no Estado.

Segundo o parlamentar, além do Estado pagar a energia mais cara do país, a qualidade do serviço fornecido não supre as necessidades da população. Ele ainda listou os novos contratos que a Roraima Energia assinou com as empresas Enerplan, BFF, Enerva – Gás Natural e OXE Energia.

“Com esses contratos a partir do meio deste ano, a energia daqui vai duplicar. Foi assinado esse contrato e a Roraima Energia terá que pagar 670 reais por megawatts, quando no resto do país o valor pago é de até 480 reais”, destacou.

De acordo com o deputado, ele continuamente têm recebido denúncias por parte da população em relação aos cortes feitos pela Roraima Energia. A medida adotada pela empresa descumpre a normativa do texto de lei aprovada pelo Poder Legislativo que proíbe o corte no fornecimento de águas e luz por atraso enquanto perdurar a pandemia. “Hoje nós vemos muitas pessoas tendo que escolher entre pagar conta ou comprar comida para dentro de casa”.

Durante o pronunciamento, o deputado Renato também orientou à população que tenha tido problemas em relação ao corte no fornecimento de luz ou água, que busque pelos direitos previstos na lei 1.389/2020 que procure os órgãos fiscalizadores como o Procon Assembleia ou a Defensoria Pública. “A empresa segue descumprindo a lei e desrespeitando os cidadãos e o parlamento”, finalizou.

A deputada Aurelina Medeiros (Pode) também falou sobre a importância da energia elétrica para Roraima e destacou que o problema dificulta o desenvolvimento do Estado. “A questão energética deixa Roraima em uma camisa de forças, não há crescimento. Para ter uma industrialização aqui precisa de infraestrutura e isso demanda uma energia de qualidade”.

Ainda na tribuna, Renato Silva informou que protocolou um projeto de lei que obriga as concessionárias do fornecimento de energia elétrica de Roraima a apresentarem junto com a conta de luz uma fotografia do equipamento de aferição de consumo, correspondente ao período faturado. O deputado frisou que o projeto tem o intuito de coibir possíveis fraudes.

Texto: Bruna Gomes
Foto: Tiago Orihuela/ Jader Souza / Marley Lima
SupCom ALERR

Deixe um comentário