ALERR fiscaliza aplicação de recursos nas comunidades de Pacaraima.

Política

Primeiro-vice-presidente do Poder Legislativo percorreu as comunidades do Contão e Surumu, da etnia macuxi, para ouvir as demandas da população

O primeiro-vice-presidente da Assembleia Legislativa de Roraima, Marcelo Cabral (MDB), percorreu neste sábado (22) diversas localidades, entre elas a BR-433 que liga os municípios de Pacaraima, Normandia e Uiramutã, recuperada pelo Governo do Estado em parceria com o Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura e Transporte).

A visita ocorreu nas comunidades do Surumu e Contão, ambas em Pacaraima, composta por indígenas da etnia Macuxi. Rodolfo Fernandes é morador da região há mais de 60 anos. Em todos esses anos ele viu a terra se desenvolver, principalmente com a chegada da infraestrutura adequada, como a recuperação de estradas e vicinais para facilitar o deslocamento e o escoamento dos produtores locais.

“Melhoria muito grande com essa parceria do Governo com o Dnit e as emendas parlamentares”, disse ele. Com a facilitação, Rodolfo Fernandes não pretende deixar a região onde cresceu e formou família.

Sair dos gabinetes e fiscalizar é necessário para colaborar e conhecer ainda mais as dificuldades da população, destacou Marcelo Cabral. “Viemos aqui olhar o trabalho feito pela patrulha, as vicinais” e falou mais sobre a parceria do Estado com o Dnit para recuperar a BR-433.

“Essa BR era o sonho de cada morador aqui do Surumu e Uiramutã, um trabalho grande do Governo do Estado, em parceria com a Assembleia Legislativa após o nosso pedido, juntamos esforços com vereadores e prefeitura de Pacaraima”, salientou Marcelo Cabral. “O governador teve a sensibilidade de resgatar a dignidade do homem que é o direito de ir e vir”.

O parlamentar esteve acompanhado do vereador Arlindo do Táxi (Republicanos), representante da Câmara dos Vereadores de Pacaraima. Recordou que antes das recuperações das vias terrestres da localidade, o produtor e as famílias viviam em situação preocupante. “Antes dessa melhoria, os agricultores, as famílias tinham acesso difícil em decorrência das chuvas, do tráfego de caminhões e após o Governo tomar ciência se preocupou em ajudar aa gente”, lembrou.

Pacaraima faz fronteira com a Venezuela e desde o agravamento da crise migratória em decorrência da crise econômica do país vizinho, os problemas dos munícipes se agravaram. O prefeito Juliano Torquato (Republicanos) agradeceu aos parlamentares e ao Poder Executivo pelas atenções direcionadas à região.

“Temos um trabalho significativo feito pelo governador Antônio Denarium que é a revitalização de vicinais”, segundo o prefeito, mais de 100 quilômetros de estradas, parte delas com recursos de emendas parlamentares direcionadas pela Assembleia Legislativa de Roraima. 

As demandas da população, dentro ou fora da sede, chegam à prefeitura pela Secretaria Municipal de Obras. A titular da Pasta, Sulamiris Palhetas, enfatiza a participação do Poder Legislativo no processo de construção e desenvolvimento do município. “O apoio, tanto do Governo, quanto das verbas parlamentares ajudam muito. O que nos chega de verba parlamentar nos ajuda a fazer um pouco mais se nós agíssemos sozinhos”.

Mudanças alteraram rotina no Contão
A recuperação da BR-433 mudou a rotina e reduziu distâncias da população. Para ir da comunidade Contão para a Maravilha as pessoas faziam 30 minutos de canoa. Isso mudou e a professora Izamara Pinho é a prova disso. “Graças a Deus, a parcerias dos tuxauas das comunidades, com o governo, temos acesso de carro as comunidades Maravilha e Limão”, a rota caiu de 30 para cinco minutos.

Contão está dentro da região da Terra Indígena Raposa Serra do Sol e tem quase dois mil moradores. Reginaldo Mota é produtor e mora no Contão com a família. “Hoje temos uma estrada para ir a Boa Vista e voltar para cá no mesmo dia, temos pontes”.

O morador acredita que a união entre o Legislativo, Executivo Estadual e Municipal, as pessoas da região são mais beneficiadas. “Acho que desenvolve a região e quem ganha com isso é o povo, o povo precisa”, pontuou Reginaldo.

Texto: Yasmin Guedes
Foto: Jader Souza

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *