BRIGADISTAS CAPACITADOS – Lei permite formação e contratação de brigadistas nos municípios de Roraima.

Política

BRIGADISTAS CAPACITADOS

Lei permite formação e contratação de brigadistas nos municípios de Roraima

O curso oferta 80 horas de capacitação e permite que os brigadistas atuem tanto no setor público como no privado

A possibilidade de se tornar uma brigadista fez com que a dona de casa, Nemora dos Reis, de 26 anos, deixasse o esposo e a filha na Vila Maracá, conhecida como Trairão, no Amajari, para passar uma semana na Vila Brasil, sede do município, participando de uma capacitação. Ela e outras 63 pessoas, a maioria de comunidades indígenas, participaram do Curso de Brigadista de Proteção e Defesa Civil, coordenado pela Defesa Civil Estadual.

“Eu achei uma maravilha, porque era um sonho meu participar com o Corpo de Bombeiros. Só de sair do local onde eu moro, que não tem asfalto e quando chove é muito ‘dificultoso’, foi uma vitória para mim chegar aqui, chovendo. Eu botei na minha cabeça que eu não vou desistir, nem que eu me arraste, mas eu quero chegar lá”, disse Nemora, ao lembrar das dificuldades para chegar ao Instituto Federal de Roraima, Campus Amajari, local da capacitação.

Outra moradora do Trairão, que também participou da capacitação foi a dona de casa Poliana Marques, de 23 anos. Ela destaca que valeu a pena todo o esforço. “Foi extremamente cansativo, mas foi maravilhoso. Eu sempre tive vontade de fazer isso, só que nunca tinha condições, porque é um curso particular e é muito caro, mas Deus abriu as portas e eu consegui estar aqui e estou orgulhosa. E agradecer a cada um dos que ajudaram a gente, que estava ali dando força e nos apoiando sempre”, disse ela.

O módulo 1 do Curso de Formação de Brigadistas, com 80h de duração, é uma parceria da Defesa Civil do estado de Roraima com os municípios e tornou-se possível após a aprovação da Lei N° 947/2014, de autoria do Executivo. A norma dispõe sobre os serviços temporários de brigadista da Defesa Civil, no Corpo de Bombeiro Militar de Roraima. Para que fosse finalmente aprovada, a Lei contou com total apoio da deputada Angela Águida Portella. Ela acompanhou a capacitação dos moradores de Amajari.

“Em 2011, propomos a legislação para que o Governo do Estado pudesse fazer a capacitação, o treinamento dessas pessoas e para que tivesse uma ferramenta legal para fazer a contratação, um processo seletivo quando o Estado necessitar. Nós também alocamos recursos para compra de equipamentos, dando a condição para o Corpo de Bombeiros Militar, através da Diretoria de Defesa Civil, ofertasse os cursos e a capacitação em todo o Estado”, afirmou a deputada.

A parlamentar também é responsável pela indicação de n° 235/2021, que pede ao Governo do Estado que contrate brigadistas durante todo o ano e não apenas no período das queimadas, como ocorria anteriormente. “Um exemplo, na questão da covid, eles foram para as barreiras sanitárias. Nós temos a Femarh [Fundação Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos], que atua na agricultura, fazendo o cadastramento e orientação e esses brigadistas são utilizados também neste trabalho. Ajudam na vacinação contra a Febre Aftosa na área indígena, fazem a limpeza na cabeceira das pontes e auxiliam na distribuição de cestas básicas para famílias afetadas pela pandemia”, ressaltou.

O diretor executivo da Defesa Civil do Estado, coronel Cleudiomar Ferreira, explica em que áreas os brigadistas formados podem trabalhar. “Vão sair daqui com a capacitação para realizar combate de incêndio florestal, já estão com algumas noções de como funciona o sistema de proteção e defesa civil e, como brigadistas, eles poderão atuar tanto no serviço público, contratados pelo governo do estado ou pelos municípios, como podem também atuar no setor privado”, frisou.

Todos os municípios de Roraima recebem a capacitação de brigadistas. Desde 2018, com o atual modelo de formação, 1.200 pessoas já receberam a certificação para atuar na área.

Texto: Angra Soares

Fotos: Tiago Orihuela

SupCom ALE-RR

Deixe um comentário