SETEMBRO AMARELO – Audiência pública na Assembleia Legislativa trata de prevenção ao suicídio.

Política

SETEMBRO AMARELO

Audiência pública na Assembleia Legislativa trata de prevenção ao suicídio

Encaminhamentos serão transformados em documento oficial para envio a órgãos competentes

“Eu nunca sei se é um dia bom ou ruim. Às vezes, estou bem e, de repente, tudo muda. Vem o sentimento de tristeza, minha vontade é só de ficar no quarto, chorando ou deitada. Já pensei em suicídio muitas vezes. O que me impede de fazer algo contra a minha vida é o meu filho de três aninhos”, revelou uma operadora de caixa que preferiu não se identificar.

O caso da atendente é mais comum do que se imagina, e é por esta e outras histórias semelhantes que a Assembleia Legislativa (ALE-RR) promoveu a audiência pública “Impactos da Pandemia de Covid-19 na Saúde Mental da População e as Ações voltadas para a Prevenção do Suicídio em Roraima” nesta sexta-feira (10), no Plenário Noêmia Bastos Amazônia.

“Roraima ainda figura como um dos primeiros estados no ranking de mortes por suicídio, com maior índice de vítimas, pessoas de 15 a 29 anos de idade. Chega de tabu, de não falar sobre depressão e de ocupar esse lugar”, enfatizou o deputado Evangelista Siqueira (PT), autor da Lei 1.065/16, que trata da sensibilização e prevenção ao suicídio.

Durante a reunião, foram discutidas ainda ações de enfrentamento aos efeitos da pandemia no âmbito educacional e da saúde pública. Houve espaço para acolhimento de sugestões tanto dos participantes presentes no plenário, quanto das pessoas que participaram online, por meio da transmissão feita pelas redes sociais da Assembleia Legislativa e da TV Assembleia, canal 57.3.

No decorrer da audiência, os participantes receberam a cartilha “Oie, vamos conversar?”, uma iniciativa da deputada Catarina Guerra (SD). Reproduzida em outros Estados, ela aborda a depressão e formas de procurar e oferecer ajuda em casos de pensamentos suicidas.

“O nosso trabalho neste Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio, 10 de setembro, é para unir forças para que essa luta a favor da vida continue”, disse a deputada.

Catarina Guerra distribuiu ainda fitas símbolos do Setembro Amarelo com a frase “Você é importante” e estimulou que cada pessoa repita essa mensagem para alguém.

União de esforços

Além de Evangelista Siqueira, que mediou a audiência, e da deputada Catarina Guerra (SD), marcaram presença na discussão representantes da Secretaria de Estado da Educação e Desporto (SEED), do Conselho Regional de Psicologia Secção Roraima, da Casa do Pai – Associação Programa de Amor Incondicional, do Projeto Casa Morada de Deus, da Ordem Estadual dos Ministros Evangélicos, Pastoral da Juventude e da Comissão Especial de Liberdade Religiosa da OAB-RR, a presidente do Conselho Regional de Enfermagem, a diretora do Departamento de Políticas de Saúde Mental da Sesai (Secretaria de Saúde Indígena), a coordenadora do CVV (Centro de Valorização da Vida) e o bispo da Diocese de Roraima.

Programete Pense Nisso

O psicólogo Wagner Costa usou a tribuna para pedir divulgação massiva dos programas de saúde mental, reproduzidos na TV Assembleia, canal 57.3. Os programetes têm temas como depressão, ansiedade, luto e autoestima.

Texto: Amanda Teixeira

Fotos: Eduardo Andrade e Marley Lima

SupCom ALE-RR |

Deixe um comentário