Lei estadual estipula prazo de 60 dias para consumidor retirar produto de assistência técnica.

Política

APÓS CONSERTO 

Lei estadual estipula prazo de 60 dias para consumidor retirar produto de assistência técnica 

Nova norma é de autoria da deputada Tayla Peres, que também é presidente do Procon Assembleia 

O consumidor de Roraima agora tem o prazo de 60 dias para retirar produtos deixados na assistência técnica para conserto. É o que determina a Lei 1560/2021, de autoria da deputada Tayla Peres (PRTB), que também é presidente do Procon Assembleia.  

De acordo com a nova norma, sancionada em 23 de novembro, caso o produto não seja retirado, o prestador de serviço fica autorizado a alienar o bem ou a utilizá-lo como sucata.  

“A lei vai beneficiar tanto o lojista quanto o consumidor. Tinha muitas reclamações de que os clientes iam, deixavam os aparelhos na assistência e demoravam para pegar de volta. É um respaldo para os lojistas e os clientes”, avalia a deputada. 

Transtornos 

A nova lei vem para ajudar principalmente os prestadores de assistência técnica, que ficam sobrecarregados com os bens não retirados e os custos com o armazenamento e manutenção. É o caso de Leandro Abreu, que trabalha há dez anos em uma loja no bairro São Bento, zona Oeste de Boa Vista. Ele guarda aproximadamente 50 aparelhos que foram consertados e continuam no estabelecimento, alguns há mais de um ano. 

“A gente consertava os telefones e ficava no prejuízo. Tivemos que mudar a forma de trabalhar e só consertamos quando o cliente der uma entrada em dinheiro”, conta o técnico. 

Leandro também relata riscos com a possibilidade de furtos e assaltos à loja onde trabalha e mais prejuízos causados por guardar aparelhos que foram consertados ou sem a possibilidade de manutenção. 

“Há dois meses, a nossa loja foi arrombada. Dias antes, fizemos um orçamento com um cliente e vimos que não havia mais conserto para o telefone dele. Ele falou que viria buscar, não veio e, no dia do arrombamento, o ladrão levou o aparelho. Após o crime, o cliente falou que não tinha nada a ver com a situação. E não tinha mesmo.” 

Procon Assembleia 

Quem tiver dúvidas sobre a Lei 1560/2021 ou quiser fazer denúncias, pode ir até o Procon Assembleia, na avenida Ataíde Teive, 3510, bairro Buritis, de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h. Os atendimentos também podem ser feitos pelo WhatsApp (95) 98401-9465 e pela plataforma virtual do Procon (al.rr.leg.br/procon).

Texto: Winicyus Gonçalves

Foto: Marley Lima/ Eduardo Andrade

SupCom ALE-RR

Deixe um comentário