Aqui tem moradia!

Política

Cerca de mil famílias têm casas reformadas pelo Governo de Roraima

Programa Morar Melhor quer garantir condições dignas de moradia a famílias de baixa renda do estado. Governo está investindo R$ 6 milhões na primeira etapa de reformas, que deve ser concluída em janeiro

FOTO 1: As reformas incluem melhorias e adequações em ambientes com problemas de insegurança e insalubridade. (Foto: Governo de Roraima)

O Governo de Roraima, por meio da Companhia de Desenvolvimento de Roraima (Codesaima), está reformando a casa de cerca de mil famílias de Boa Vista. A Capital integra a primeira fase do programa Morar Melhor, lançado em outubro deste ano, e que pretende fazer melhorias em residências de pessoas de baixa renda em todo o estado.

Na primeira etapa, estão sendo priorizadas casas de idosos, pessoas com deficiência e lares chefiados por mulheres. Moradores de, pelo menos, 25 bairros estão sendo atendidos. As reformas incluem melhorias em banheiros, troca de piso e telhado, construção de rampas de acessibilidade, conserto de paredes, entre outros serviços.

Cada intervenção pode chegar a R$ 6 mil. Ao todo, serão investidos R$ 6 milhões na fase inicial do programa, recursos próprios do governo. “Vamos ajudar essas famílias que não têm condições de reformar um banheiro, de consertar uma parede, fazer um quarto pequeno. Vamos levar dignidade a essas pessoas, promovendo melhorias nos seus lares e garantindo, com isso, qualidade de vida dessas famílias”, disse o governador Antonio Denarium.

De acordo com o governador, a meta para 2022 é atender 10 mil famílias em todo o estado.

Uma das casas atendidas no bairro Senador Hélio Campos pertence à dona Maria Ednelza Lopes da Silveira, 69 anos. Um novo banheiro está sendo construído no quarto da aposentada. O antigo fica do lado de fora da residência e já causou problemas à moradora. “Tenho dificuldade para caminhar, já caí quando fui ao banheiro lá fora. Agora vai ficar mais confortável”, disse.

Nas residências selecionadas são realizadas obras necessárias para resolver, principalmente, questões de insegurança e insalubridade, com o objetivo de deixar a casa segura e o ambiente saudável. Na casa da dona Maria Cícera Silva, 75 anos, a reforma foi feita no banheiro, que não recebia melhorias há 20 anos.

“O dinheiro era pouco, era para comprar remédio, não tinha como pagar uma reforma. Eu fiz a inscrição [no programa], aí, graças a Deus, vieram reformar. Meu banheiro está muito lindo, é meu presente de Natal”, comemorou.

Deixe um comentário